Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)

14/08/2017

Prazo para envio de informações é prorrogado

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou até 20 de agosto o prazo para a prestação de contas do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate). 

Estados e municípios que receberam os recursos desses programas em 2016 precisam enviar os dados sobre a execução financeira por meio do Sistema de Gestão de Prestação de Contas do FNDE.

"O prazo foi prorrogado para não prejudicar estudantes que são atendidos por esses programas em todo o Brasil", afirma o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro, lembrando que "a omissão na prestação de contas acarreta na suspensão do repasse financeiro feito pelo FNDE".

No caso dos programas de alimentação e transporte escolar, as contas dos entes federativos serão analisadas inicialmente por conselheiros de controle social, responsáveis por acompanhar a execução do Pnae e do Pnate em cada município e estado. 

Os conselhos têm prazo até 4 de outubro para registrar seus pareceres, aprovando ou não as contas, no Sistema de Gestão de Conselhos (Sigecon) do FNDE. Já as contas do PDDE são analisadas diretamente por técnicos da autarquia. Para mais informações acesse o site da Fundação com as orientações.

Fonte: Ministério da Educação com informações do FNDE.