O Saneamento no Brasil

16/03/2017

Estatísticas apontam que mais de 100 milhões de brasileiros não tem acesso a coleta de esgoto

O saneamento básico é uma necessidade de todos. Sem saneamento, não há saúde e qualidade de vida. Mas, os dados assustam. Segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), no Brasil, apenas 42,67% dos esgotos são tratados.

Estatísticas apontam que 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água limpa e que 50% do esgoto gerado em nossas cidades segue para rios e mares sem o devido tratamento. A falta de esgoto e tratamento de água pode causar doenças graves e problemas para o sistema de saúde. Em 2013, segundo o Ministério da Saúde (DATASUS), foram notificadas mais 340 mil internações por infecções gastrintestinais no país.

A solução para todos esses problemas não é difícil, pois, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada R$ 1,00 investido em saneamento, gera economia de R$ 4,00 na saúde. Cabe aos gestores pesquisar os dados e agir rapidamente para ajudar os municípios. Afinal, a área da saúde é a mais debilitada atualmente e, o saneamento básico é o maior causador de todos esses dados.